Dança – Teatro
M/14

NOVEMBRO 2022

TEATRO DAS FIGURAS
Faro | Dia 24
15h00 | 21h00

TEATRO TEMPO 
Portimão | Dia 26
21h00

O Espetáculo

No, woman, no cry… But when they do? é um convite artístico para uma redefinição das mulheres no mundo moderno e surge em resposta à peça dos homens Big boys don’t cry… but when they do?, coreografada por Marion Sparber em 2020 com o apoio do Gabinete para a Cultura Alemã da Província Autónoma do Tirol do Sul. A ideia é criar a contrapartida da peça masculina existente e apresentar uma profunda exploração do gênero através da dança.

Sparber vai coreografar uma performance de dança-teatro multidisciplinar, influenciada pelas disciplinas artísticas da dança, circo e música ao vivo, que questiona a imagem tradicional da feminilidade de uma forma sarcástica e teatral. O que significa ser mulher nos dias de hoje? Que impacto tem a educação, emancipação, igualdade e luta de género na feminilidade? O que não é próprio de uma mulher e porque é que ainda estamos em desvantagem em muitas áreas? Juntamente com sete mulheres de diferentes nacionalidades e grupos etários, Sparber vai investigar o comportamento, as expectativas e as tradições. Inspirados por padrões estereotipados de movimento, os papéis sociais das mulheres vão ser examinados e apresentados com a ajuda de diferentes dinâmicas.

Em que medida é a definição de feminilidade influenciada pela sua cultura? Em No, woman, no cry… but when they do?, os comportamentos, costumes, tradições e expectativas de vários continentes colidem. As artistas vindas da Ásia, América Latina, América e Europa, enriquecem positivamente a peça com as suas personalidades e antecedentes.

Ainda na infância há poucas diferenças entre raparigas e rapazes, ambos choram igualmente. Mas o que acontece quando eles crescem? Em que medida é que o papel da mãe influencia a emotividade? Sparber acha-o particularmente excitante, porque como mulher pode mergulhar no mundo emocional que conhece melhor depois de uma peça de teatro puramente masculina e pode também lançar luz sobre a particular sensibilidade e empatia feminina. Uma parte importante da investigação para ela é a emoção. Ajuda-nos também a comunicar os nossos sentimentos e pensamentos. Como nos relacionamos e o que precisamos dos nossos parceiros? Dinâmicas de grupo O que acontece quando oito mulheres partilham um quarto durante muito tempo? Que tipo de dinâmica de grupo se desenvolve? De todos os lados e em várias constelações, examinamos o comportamento das mulheres num grupo.

Serviço Educativo

Para cada criação e espetáculo produzido pela AORCA, asseguramos ações de mediação cultural com o objetivo de otimizar a fruição do espetáculo e contribuir para o crescimento de novos públicos emancipados.

No contexto da nova criação de Marion Sparber No, woman, no cry… but when they do?, a AORCA disponibiliza as seguintes atividades: para a comunidade escolar, conferências e Oficias do Espetador e para a comunidade geral, workshops de dança contemporânea.

As conferências serão no auditório da escola e pretendem abordar o papel da literacia emocional e da inteligência emocional em questões de identidade de género. Destinam-se essencialmente para o ensino secundário porém consideramos também serem indicadas a partir do 7º ano de escolaridade. São gratuitas, têm a duração de uma hora, e podem ser realizadas várias vezes entre o início de outubro e a primeira semana de novembro, para várias turmas em simultâneo. 

As Oficinas do Espectador são dadas por turma, em contexto de sala de aula. Tratam-se de um atelier de expressão artística sobre o tema das emoções e da identidade. A oficina é criada por uma equipa especializada em pedagogia, psicologia e arte na educação e tem como temas associados: a comunicação não-violenta; a literacia emocional; a inteligência emocional e a identidade de gênero. A Oficina tem a duração de 90 minutos.

O preço de Oficinas está incluído num pack junto com bilhete do espetáculo a 6€ por aluno. As datas e horas podem ser marcadas diretamente com a AORCA através do email info@aorca.pt ou por telefone: 936781791.

Os workshops de dança contemporânea para a comunidade geral serão lecionados pela artista Marion Sparber, um em Faro e outro em Lagos. Junta-se ainda uma atividade com o elenco da peça no Teatro das Figuras.

Marion Sparber

Biografia da coreógrafa disponível no BIO

Ficha Técnica

DURAÇÃO aprox. 70 min.
DIREÇÃO ARTÍSTICA Marion Sparber
ASSISTENTE COREOGRÁFICA Sofia Brito
INTERPRETAÇÃO Alex Kovú, Ana Root, Anna Ting Nissen Bech, Breeanne Camille Saxton, Maja Parysek, Sofia Brito, Tamae Yoneda e alunas do Curso Profissional de Intérprete Actor/Actriz – 11º ano da EBS Bemposta
COMPOSIÇÃO MUSICAL Ana Root
DESENHO DE LUZES João Fontinha
FIGURINOS Marion Sparber
PRODUÇÃO AORCA Alicja Gladysz
CO-PRODUÇÃO Teatro das Figuras 

Apoios

O projeto recebeu financiamento e apoio da Direção-Geral das Artes, Direção Regional de Cultura do Algarve, TEMPO – Teatro Municipal de Portimão, Câmara Municipal de Portimão, Câmara Municipal de Lagos, Junta da Freguesia de São Gonçalo de Lagos, Associação de Dança de Lagos, Agrupamento de Escolas da Bemposta, Camada – Centro Coreográfico, Casa Vale da Lama, PND – Projecto Novas Descobertas, Moldopóli, Messe Militar de Lagos, Turismo do Algarve.

Apoiado por Amt für deutsche Kultur der autonomen Provinz Bozen Südtirol, financiado por Federal Government Commissioner for Culture and the Media in the programme NEUSTART KULTUR, the support programme DIS-TANZEN of Dachverband Tanz Deutschland.

Reservas

AORCA | info@aorca.pt 

(+351) 936 781 791 / 914 308 424

TEATRO DAS FIGURAS | Bilheteira 

(+351)  289 888 110

https://teatrodasfiguras.bol.pt